O Tempo pergunta ao Tempo

Embora o desafio seja sempre vivenciar o momento presente em toda a sua potencialidade, seja uma alegria seja uma frustação, o tempo permite-nos perceber as diferenças entre uma postura de observador ou o peso da responsabilidade.

Assim se a nossa experiência é hoje de frustação perante um amigo que nos rejeita e amanhã algo igual acontece, percebo que esta é uma situação que pode acontecer. A rejeição.

Se a minha experiência é hoje de alegria extrema porque alguém me abriu a porta a novas oportunidades e amanhã algo de semelhante me acontece, percebo que esta é uma situação que pode acontecer. A ajuda do próximo.

Assim ambas as experiências acontecem na minha vida e posso vivenciá-las se estiver disponível naquele momento, quer para algo que me fruste quer para algo com que rejubile.

Ficar agarrado pela responsabilidade de que, eu sou aquele pessoa que os amigos rejeitam ou eu sou aquela pessoa que os amigos ajudam, condicionam a nossa experiência. Para além de podermos estar a limitar que, quer a alegria quer a tristeza existam em nós.

Assim o tempo traz isso, a imagem do caminho que vamos percorrendo. Atesta, não com uma função penalizadora de um Deus castigador, mas comprova as pequenas variações que podem existir se optarmos por um caminho de observadores.

#Aceitação #Alquimia #Remoção de Mágoas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s