The Indivisible Number One (PT/EN)

É bem verdade que se parte sozinho, mas em boa certeza também se vive sozinho. Podemos ocupar espaço com outras pessoas, com trabalho, com viagens e outras ocupações & distrações. Mas se prestarmos bem atenção, vivemos a nossa vida sozinhos. Ninguém entende a plenitude de quem somos, nem nós mesmos, nem a forma como experienciamosContinue a ler “The Indivisible Number One (PT/EN)”

The Person That I Sleep With (PT/EN)

Se são fãs de séries, filmes e livros envolventes, bem vindos ao meu mundo. E se forem bem românticos, então acabaram de acertar bem na espinha dorsal daquilo que a mim me ausenta de mim mesma. E não é igual para todos, pode ser a atenção na vida alheia, a preocupação pelo dia de amanhã,Continue a ler “The Person That I Sleep With (PT/EN)”

Can I Make Myself Happy? (PT/EN)

Esta questão tem estado aqui, a pairar junto da minha cabeça. Será que é possível eu conseguir fazer-me feliz? Ou será que são os outros que me trazem essa felicidade? Pela atenção deles, pela companhia, pelas partilhas, pelo amor deles? Será que sem isto eu conseguiria ser feliz, isto é, conseguiria estar em paz, calmaContinue a ler “Can I Make Myself Happy? (PT/EN)”

A Rainbow of Colours (PT/EN)

É assim a nossa presença, um arco íris de cores, da mais fria à mais quente. Ouve-se falar tanto da dualidade, de triste a feliz, de verdadeiro a mentiroso, de preguiçoso a hiperativo, de concentrado a destrambelhado, de pálido a moreno e verdade seja dita que a aceitação de que aqui, limitado por esta pele,Continue a ler “A Rainbow of Colours (PT/EN)”

Tips to ruin a beautiful relationship

Decidi pôr aqui as mãos na obra e olhar para a beleza com que conseguimos rapidamente arruinar uma boa de uma relação. Acho que vou fazer isto devagar, porque isto é mel a correr nas nossas veias quentes. A primeira dica é muito simples, quando encontras a tua cara metade (borboletas na barriga, palpitações cardíacas,Continue a ler “Tips to ruin a beautiful relationship”