E se eu fosse o meu amor

E que tal experimentarmos tudo aquilo que achamos que o outro nos deveria trazer? Será que o consigo fazer?

Quando quero a atenção do outro, será que consigo estar atenta ao que eu estou a dizer?

Quando quero o afeto e carinho do outro, será que consigo dar-me afeto e carinho, através de por exemplo dedicar algum tempo a cuidar de mim, escolhendo aquela roupa que tanto gosto ou disponibilizando tempo para aquela amizade que me é tão querida?

Quando quero que o outro me ofereça algo, será que o consigo fazer a mim mesma? Oferecendo-me aquela peça que há tanto tempo ando a namorar, ou aquele livro que vou rever sempre que passo na livraria, ou aquele ramo de flores que gostava que estivesse na sala de estar.

Será que consigo? Aturar-me todos os dias? Mimar-me todos os dias? Dar-me atenção todos os dias?

E se for só um bocadinho e se hoje não conseguir? Pelo menos estarei numa melhor posição para compreender quando o outro também não o consegue fazer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s