# Me Too

Será que fui má rapariga?

Será que não me dei ao respeito?

Será que na altura certa não soube reagir?

Será que percebemos que a vida tem coisas boas e coisas más, que por vezes abusamos do outro, da disponibilidade dele, do tempo dele muitas vezes com base numa chantagem emocional. Afinal és o meu companheiro, és a minha família, és a minha amiga?

O abuso, tem por base um jogo em que alguém supostamente predomina, exerce uma força, utiliza o seu poder. Porque pode, porque é permitido, porque se permite, porque há vergonha.

Identificar estes abusos e estas vergonha, e a forma como as exercemos em nós e subconsequente exercemos aos outros, pode ser um primeiro passo no caminho.

#Culpa #Cântico da Vida

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s