Mantra do dia a dia

Acabei de adotar um novo mantra, “Não mates o mensageiro!”. Repito veemente sempre que me assola uma indigestão, uma irritação, uma vontade de ser impetuosa em relação ao outro.

Assim, quando me interrompes para fazeres um comentário que não vem ao assunto, paro e oiço.  E repito o mantra, pensando o que tem para mim o que estás a falar? Poderás estar a alertar-me para algo que eu não estava atenta? Ou simplesmente o que te estava a dizer deixou de ter qualquer interesse e por vezes demoro nas minhas histórias e raciocínios deixando de te respeitar quando monipolizo o teu tempo.

Assim, que mensageiro és tu para mim? De que forma seres exatamente quem tu és é o perfeitamente certo para mim neste momento?

# Alquimia

Publicado por Joana Mourisco

Nasci no Porto em 1978 e a minha formação académica é de engenharia. Desde que me lembro que questiono quem sou e se realmente me conheço. E é desta forma que vivo os dias, à procura de me conhecer um pouco mais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: