Monthly Archives: Dezembro 2018

The other life

Como se tratasse de uma realidade paralela, a nossa mente cria uma vida centrada nas necessidades deste corpo. E assim a tudo o que nos causa medo, incerteza, insegurança, a mente está ali presente a analisar, a chamar atenção, a relembrar que nós somos o bem mais precioso. E este ruído, esta análise, esta conversa, acaba por nos afastar da realidade que está a acontecer. Estamos como que num estado reactivo, sem qualquer espaço para apreciarmos, sem planos de fuga, o que está a acontecer.

E se abrissemos a porta em direcção à realidade que se está a viver? E se fosse possível retirar todos estes filtros da mente que vê e analisa?

#mascaras #reequilíbrioemocional

What Lies Behind

Afinal as irritações, escondem ao certo o quê?

Quando aquilo que o outro faz ou diz, me retira do meu sítio calmo e racional, o que está a acontecer?

Se o outro te irrita porque parece estar a gozar com a tua burrice, será que consegues ver em que situações não aceitas ou não reconheces a tua burrice. Podes também ver ondes gozas com o outro, mas melhor ainda onde gozas contigo.

Consegues reconhecer as vezes em que por exemplo o teu corpo te encaminha para fazeres algo, mas logo de seguida vem a mente que questiona e frusta parte de quem és. Consegues reconhecer essas frustrações? Essas irritacões?

#auto-confiança #aceitação

Opinion Beings

A nossa opinião sobre alguém, originado muitas vezes por um sentimento visceral, cria muitas vezes uma realidade inexistente. Que aquela outra pessoa é má, que aquela outra pessoa é egoísta, que aquela outra pessoa é recalcada e agressiva. E assim pintamos tudo o que dali advém. Se para mim aquela outra pessoa é bondosa, tudo o que ela faça terá essa tónica. E é com essa predisposição que lido com ela.

A questão aqui é, e se contigo também tens esse comportamento? Isto é, se para ti te vês como uma pessoa que é má, como achas que te vais sentir sempre que ages ou tomas uma decisão. E como te desculpas quando te consideras alguém bondoso, e algo não corre assim tão bem?

Se para com os outros não existe empatia ou compaixão, de compreender que as coisas acontecem como acontecem, será que consegues ter uma palavra amiga para ti? Quando algo não corre como queres, se te comportas de formas que não compreendes, será que te consegues apoiar e estar presente para ti naquele momento?

#Aceitação